Nosso Corpo, Nosso Maior Aliado por Elsbeth Willecke - Portal Papillon

Página Inicial Portal Papillon

Nosso Corpo, Nosso Maior Aliado por Elsbeth Willecke

NOSSO CORPO, NOSSO MAIOR ALIADO.

Com muita frequência nos esquecemos desta verdade: de que nosso corpo é nosso maior aliado. Precisamos do corpo para realizar nossas tarefas do dia a dia, precisamos do nosso corpo para nos locomover, para nos sentirmos satisfeitos e mais, muito mais.

Uma das principais características do corpo é nos informar se estamos procedendo corretamente em relação à nossa saúde. Ele nos avisa sobre questões de sobrevivência, como questões básicas de alimentação, do meio ambiente, de cansaço, de stress, etc.

E uma das principais coisas a serem observadas é o seu ritmo, que funciona como um relógio. Ele nos avisa quando precisamos comer, quando estamos com sede, quanto à necessidade do nosso sistema de eliminação, em relação ao meio ambiente, frio, calor, vento chuva, etc.

Sempre avisando através de sinais que muitas vezes ignoramos. Os sinais que o corpo emana são de conforto e desconforto. É a sua linguagem. Estes sinais servem para nos orientar para fazermos diagnósticos em relação à nossa saúde.

 O corpo tem um papel fundamental tanto para podermos cumprir nosso destino, nossa tarefa de vida, como para podermos existir no planeta Terra. Ele é nosso veículo, igual como nosso carro no plano físico.

Então, no nosso carro quando algo está errado com seu funcionamento, ele acende esta ou aquela luz no painel. Precisamos estar atentos porque se ignorarmos seus sinais, suas luzinhas, podemos ter um grande prejuízo, a conta vai ser alta.

E é bom que seja assim porque mexe no bolso, ninguém gosta de desembolsar fazer manutenção, etc. Isto tudo dá trabalho.

O corpo também vai dando seus avisos, muitas vezes até alarmantes. Mas isto porque não prestamos atenção. Tem o famoso deixa para lá, “isso passa”. E vamos perdendo tempo, a máquina vai tendo desgaste, prejuízo. Muitas vezes tarde demais, preço alto demais.

Então preservar nossa saúde é nosso dever primário, somos nós os responsáveis, pelo que sentimos, pelo que pensamos, pelo desgaste. Não é o médico que vai nos consertar, ele sim, mais a medicação, vai nos ajudar. Nós somos os responsáveis pela nossa cura. Quando assumimos esta responsabilidade podemos contar com nosso melhor parceiro, NOSSO CORPO, e recuperar o equilíbrio.

Porque equilíbrio é saúde. O corpo fica muito feliz quando enfim o seu dono recobre a consciência. Quando o seu dono começa prestar atenção nas suas necessidades básicas, como cuidado com a alimentação, qualidade do sono, equilíbrio entre trabalho e lazer, exercícios físicos, etc.

Nosso corpo responde através do prazer ou desprazer. Então, com os alimentos sadios o corpo se sente alimentado e faz uma boa digestão. Ele nos avisa quais são os alimentos indicados. Ele agradece uma boa noite de sono com um horário adequado ao seu ritmo. Ele tem grande prazer no exercício certo, na medida certa. Ele gosta de roupas e calçados confortáveis. O corpo gosta de ordem. Ele curte um fim de semana de descanso. Ele adora um trabalho que traz alegria e satisfação para o seu dono.

Tudo isto se traduz em saúde. Estar consciente para toda esta demanda dá trabalho, mas certamente compensa pela sensação de bem estar. Na verdade é sermos quem a gente é.

Simples assim.

Porque quando adoecemos, de alguma forma esquecemos de quem realmente somos, adotamos as demandas dos outros, suas expectativas. Nos tornamos infelizes, aí surgem as dependências de álcool, fumo, drogas, excesso de trabalho, tudo isso uma fuga, uma inconsciência.

Agora para voltarmos ao equilíbrio precisamos primeiro querer. Precisamos  de atitude e coragem para mudar. Podemos pedir orientação, ajuda, para aquilo que é mais difícil de mudar. Hoje existem inúmeras opções para voltarmos ao nosso equilíbrio, mas o mais importante parceiro já está conosco desde sempre, a questão é que a gente se esqueceu dele, de admirar esta máquina perfeita, igual a uma casa confortável que nosso espírito habita.

OAK PARTICIPAÇÕES – ELSBETH WILLECKE  

Página Inicial Portal Papillon

O segredo é não correr atrás das Borgoletas, é cuidar do jardim para que elas venham até você!

Mário Quintana

Copyright 2018 Portal Papillon - Todos os direitos reservados by SoftD